quinta-feira, 29 de julho de 2010




'Precisa-se de um amigo que diga que vale a pena viver, não porque a vida é bela, mas porque já se tem um amigo. Precisa-se de um amigo para se parar de chorar. Para não se viver debruçado no passado em busca de memórias perdidas. Que nos bata nos ombros sorrindo ou chorando, mas que nos chame de amigo, para ter-se a consciência de que ainda se vive.'
Vinicius de Morais :D




A amizade é assim.. Além das distancias, além do tempo, além das diferenças...

Dre e Loh, Obrigada por tudo meus amores *-* Desejo a vocÊs MUITOOO SUCESSO!
(l)

Porque o tempo, o tempo não pára. . .





''Trabalhamos, compramos, vendemos e construimos relações socias; discorremos sobre política, economia e ciências, mas no fundo somos meninos brincando no teatro da existência, sem poder alcançar a sua complexidade. Escrevemos milhões de livros e os armazenamos em imensas bibliotecas, mas somos apenas crianças. Não sabemos quase nada sobre o que somos. Somos bilhões de meninos que , por décadas a fio, brincam neste deslumbrante planeta.''

O Vendedor de Sonhos- Augusto Cury


O tempo não pára não. . .

Um pouquinho mais de Ana Paula . . .



Há momentos em que me esqueço de mim.Há momentos em que paro para pensar e dou conta do quanto me afastei. Nesses momentos em que reflito, sou invadida por um turbilhão de medos. Parte de mim assusta-me… tenho medo de ser tão inconstante que isso afaste as pessoas que amo. Tenho medo de, ao querer viver tudo, seja tão fugaz que não dê o devido tempo e valor às coisas, aquilo que verdadeiramente deve importar. Tenho medo de errar, de fazer escolhas precipitadas. Tenho medo de perder se não escolher. Tenho medo de desiludir. Tenho medo de não ser compreendida. Tenho medo da distância, do silêncio e da ausência de emoções visíveis. Tenho medo do vazio e da confusão de sentimentos. Tenho medo do tempo…
Não quero passar a minha vida cheia de incertezas… Não quero fraquejar às primeiras contrariedades. Quero construir algo sólido. Quero cuidar de mim. Quero realizar as minhas conquistas, ter objetivos e conseguir algo. Quero conseguir estar para os outros como preciso de estar para mim. Quero ser racional,madura,confiante. Quero continuar a ter momentos que me façam sorrir como uma criança. Quero sentir borboletas na barriga com coisas boas. Quero escrever coisas que façam sentido.Mas acima de tudo, quero aprender a enfrentar os meus medos e a transformá-los... TRANSFORMAR-ME!